12009630_10153543587199088_2732840478381720068_n

O André Leonardo é um jovem inspirador! Personifica como poucos o espírito empreendedor e tem uma visão optimista e possibilitadora do mundo. Deixa-te inspirar por esta entrevista e descobre mais sobre o André na sua página na internet! Acompanha-o também no seu facebook.

O André deu literalmente a volta ao mundo para recolher material para o seu livro “Faz Acontecer”!

TMC – André, como é que um jovem açoriano decide lançar-se num projeto que o leva a dar a volta ao mundo? Quais os teus objetivos iniciais com este projeto?

André: Desde muito cedo comecei a desenvolver iniciativas com o objetivo de promover o espirito empreendedor, sobretudo organização de eventos internacionais e conferências. Nestes projetos e no contacto que ia tento com a população, comecei a sentir que a mesma estava desmotivada com toda a situação socioeconómica mas mais do que isso, estava farta das palavras bonitas e vazias de conteúdo. Eu, otimista crónico, e que acredita que os momentos menos bons são precisamente os momentos onde existem mais oportunidades – já dizia o outro, ou choras ou vendes lenços para as pessoas chorarem – senti que tinha de fazer alguma coisa. Decidi colocar em campo esta expedição que tinha como grande objetivo dar a volta ao mundo a relatar histórias de pessoas inspiradoras que tiveram coragem de ir em frente com o seu negócio ou projeto e tiveram sucesso! Pessoas reais, de carne e osso, de várias áreas e classes sociais que fizeram acontecer. Passar por um lado em Silicon Valley nos EUA e falar com empreendedores de topo com negócios que rendem milhões e por outro, visitar a India ou Quénia e conhecer empreendedores que vivem com 2€ por dia. Perceber na prática como todos eles apesar do local onde estão ou quem são foram em frente. Relatar estes casos e trazê-los de volta à base como forma de inspirar a população e mostrar que afinal é possível ir em frente.

TMC – Com que desafios e dificuldades lidaste para colocar este projeto em marcha? Houve quem desconfiasse da tua capacidade de fazer acontecer?

André: Ui… sinceramente acho que ninguém acreditou, mesmo algumas das pessoas mais próximas de mim, que eu ia conseguir colocar esta expedição de pé. Afinal, como se coloca uma expedição destas de pé, especialmente sem nunca ter feito nada disto antes, começar sem dinheiro e sem contactos? Foram dois anos de trabalho e preparação, sobretudo por duas razões: Primeira, eu não tinha dinheiro nenhum. Tive de vender tudo o que tinha, bater à porta de 97 empresas em busca de patrocínios e por fim, fazer uma campanha de donativos onde quem partilhasse este espirito de “fazer acontecer”, podia contribuir e ajudar-me a seguir viagem. Foi duro… e no final de tudo isto ainda não tinha todo o dinheiro que precisava… mas fui na mesma. Segundo, porque tive de fazer um trabalho prévio na busca por empreendedores inspiradores em todo o mundo. E… se em Silicon Valley é fácil encontrá-los na Tanzânia ou na India já não é bem assim. Foram horas e horas de preparação porque logisticamente era complicado mas depois de muito trabalho consegui preparar tudo da melhor forma. Foi tão mas tão difícil chegar ao dia da partida que quando lá cheguei parecia mentira.

TMC: O que aprendeste com esta maravilhosa viagem?

André:: Aprendi imenso. Depois de um ano pelo mundo voltei cheio de cicatrizes mas também muito mais forte e preparado. Tive a sorte de conhecer empreendedores incríveis, assim como, de ver in loco centenas de casos e realidades. São tantas as lições que aprendi. Hoje acredito que nós só não fazemos o que não queremos. Que o difícil é diferente do impossível. Que fazer acontecer dá muito trabalho mas que é possível. O focus de causalidade está muito mais em nós do que nos outros.

TMC: Sabendo que há imensas pessoas que têm ideias e projetos que nunca saem da gaveta, quais são as tuas estratégias de sucesso como jovem empreendedor para transformar ideias em realidade?

André: A primeira coisa que faço é traçar um objetivo “grande” e claro. De seguida divido este objetivo grande em pequenos objetivos. Traço um plano de ação e com muita vontade e sacrifício vou, passo a passo, fazendo acontecer. Obrigo-me a dar, pelo menos, um passo por dia. Mesmo que seja apenas um passo por dia, ao fim de um ano são 365 passos. Se há conselho que posso deixar a quem está a tentar fazer acontecer, seja nos negócios, seja trabalhando para outros, seja até num projeto pessoal, é para não desistirem nunca e acreditarem. Planifiquem bem, falem com quem já passou pelo mesmo, estudem e vão à luta com tudo. Vai dar muito trabalho (nem imaginam quanto) mas no final, com uma pitada de sorte tudo vai valer a pena!

TMC: Queres inspirar os jovens dos Açores e do mundo a acreditarem em quê?

André: Quero inspirar pessoas a fazerem acontecer. Quero demonstrar-lhes que, qualquer que seja a sua situação, há sempre forma de dar a volta e ir em frente. Com muita ação, atitude e vontade as coisas são possíveis de concretizar. Quero transformar corações vazios em corações cheios. Entusiasma-me muito ajudar a criar, transformar e inovar.

TMC: Há mais voltas ao mundo à espera do André Leonardo?

André: Há outras “viagens” ao virar da esquina. Não sei se da mesma forma, não sei se de mochila às costas mas certamente continuarão a ser aventuras e projetos novos e ambiciosos!

Anúncios