11249917_936617979743032_6412434861968471258_n

O João Machado é uma espécie de super empreendedor, que ajuda outras pessoas a descobrirem como lançar os seus projetos. Tem uma rara capacidade de ligar questões muito abstratas (como o propósito de vida) a questões eminentemente práticas (como as de usar as redes sociais e o marketing digital para lançar produtos e serviços). O João é, entre muitas outras coisas, CEO da Dharma5, um projeto de ensino online de desenvolvimento pessoal que em apenas um ano se tornou uma referência. Podes saber mais sobre a Dharma5 aqui.

 

TMC: Afinal, o que é isto de ser empreendedor com um propósito?

João: Bom, na realidade, acredito que uma pessoa que decide empreender tem algo em vista e esse algo pode ser chamado de propósito. Pode é ser um propósito a pensar exclusivamente em si… ou, em si e terceiros ou numa última parte apenas em terceiros. Eu saltito entre a 2ª e terceira opção :).

TMC: Porque é que a esmagadora maioria dos projetos empresariais não prospera?

João: Ao longo dos meus cerca de 10 anos a criar empresas e a acompanhar tantas outras, acredito que isso se deve principalmente a 3 factores.

1 – O produto ou serviço que estão a criar resolve apenas um problema ou ambição pessoal, ou seja é algo que não traz valor para outra pessoa (ou apenas para um grupo demasiado pequeno de pessoas).

2 – Falta de disciplina. Muitas pessoas começam com uma ideia e estão constantemente a alterar a mesma. Principalmente em alturas chave, fazendo com que não sejam reconhecidos como autoridade no tema/nicho de mercado.

3 – Tornam as coisas complicadas demais e ou não têm qualquer conhecimento de como se faz.

Elaborando um pouco mais esta última, várias vezes assisti a pessoas que querem começar algo, e que ao longo da sua vida investiram anos e milhares de euros em formação académica ou extra curricular. No entanto investem 0 a adquirir competências chave para começarem  um  negócio, ou seja não mostram o mesmo respeito por algo que muitas vezes dizem ser o seu sonho.

Um mentor uma vez deu-me a seguinte metáfora, é meio macabra mas ficou-me na mente exatamente por isso. Existem 2 formas de aprenderes a ser médico: na primeira tens aulas e depois tens a parte prática onde inclusive tens aquilo que se pode chamar um mentor a “tomar conta” de ti, não vás tu matar alguém; na segunda tornas-te um serial killer e vais fazendo tentativas cegas. Se conseguires durar bastante tempo antes que as autoridades te apanhem é possível que com os erros te tornes um bom médico e que até acabes por conhecer muito bem a anatomia humana!

E já agora, na segunda opção, onde vês escrito autoridade, na vida real podes substituir por dinheiro. Ou seja, a brincadeira acaba quando acaba o dinheiro e infelizmente é o que acaba muitas vezes por acontecer.

TMC: Como é que a era digital veio potenciar o empreendedorismo?

João: Uma palavra, democratização. Simplesmente devolveu o poder de volta ao “povo”. Vê só este pequeno exemplo. No passado para criares um anúncio precisavas de milhares, um anúncio nos anos 90 no canal 1 tinha o custo de 900 contos por segundo, 4500€ na moeda atual, fora os custos de produção. Ou seja, era para elites. O digital e principalmente as redes sociais acabaram com isso, o desafio está muitas vezes em as pessoas perceberem isso. Há adolescentes a fazerem milhões com estas novas oportunidades, é um El Dorado para quem sabe como fazer.

TMC: Como é que se pode treinar a capacidade de empreender?

João: A receita para mim é simples: modelar e se possível  conseguires mentores. Sei que a última parte pode parecer difícil, mas é na realidade bastante simples. Escolhes alguém que já fez o que tu queres e pedes para que essa pessoa seja tua/teu mentor. Feito. No entanto, antes de o fazeres pensa no que vale para ti essa pessoa dizer sim. Pensa nisso por uns momentos. Fiz muito pro bono no passado só para poder estar na primeira fila a receber o ensinamento e ter acesso a essa pessoa. Voltarei a fazer sempre que for preciso. Outra opção é ir a formações dessa pessoa que quero para meu mentor, escolhe no entanto formações com poucas pessoas.

TMC: Quais são as estratégias fundamentais que partilhas com quem ser empreendedor?

João: Adicionando às que referia acima, basicamente precisas de descobrir como consegues acrescentar valor a terceiros de forma a que eles se sintam contentes e felizes em fazer o mesmo contigo, ou seja retribuir. Isto é transversal a tudo na vida e talvez um dos grandes segredos . No dia em que descobrires quais são os teus super poderes e perceberes como consegues acrescentar valor serás livre para sempre.

TMC: Quais os teus projetos para os próximos anos, João?

João: Basicamente de há uns 2 anos para cá os meus projetos andam em redor de uma missão que neste momento está muito ligada a fazer chegar a um grande numero de pessoas, conhecimento que normalmente está “oculto” e que muda vidas.

Foi daí que nasceu a Dharma5. Mas fazendo um confidencia, sinto-me neste momento a expandir um pouco essa minha missão. Estou com vários projetos em mente com a intenção de mostrar de forma eficaz e clara que existe outra forma de viver esta coisa incrível a que muitos chamam de vida. Vão seguramente nascer projetos/empresas focadas em ajudar pessoas a chegarem ao seu ponto B de uma forma mais eficiente e muitas vezes não convencional ou mesmo disruptiva.

Anúncios